Feliz 2011 para tod@s da rede Correio NaGô

segunda-feira, 3 janeiro, 2011


COMEÇARAM AS PRESSÕES

segunda-feira, 3 janeiro, 2011

Por Carlos Chagas

Antes mesmo da posse, começaram as pressões sobre Dilma Rousseff. Os mesmos de sempre, ou seja, as elites neoliberais, entre críticas virulentas ao Lula por não ter feito, exigem que a sucessora faça.

Fazer o quê? Atender a seus interesses  retrógrados, expostos nos editoriais dos principais jornalões:

Reforma trabalhista, com o que chamam de “revogação de anacrônicos direitos”, daqueles que não conseguiram suprimir até agora.  Sob o pretexto de verem  reduzidos  os encargos das folhas de pagamento das empresas, chegam veladamente  à supressão do décimo-terceiro salário, das férias remuneradas e das horas extraordinárias. Parece brincadeira, mas é aí que pretendem chegar.

Reforma tributária, como a entendem, sob a égide da enganadora proposta de “melhor será mais cidadãos pagarem impostos porque, assim,  todos pagarão menos”.  Uma farsa, pois desejam mesmo é taxar os pobres, para os ricos terem diminuídos seus impostos. Forçarão mais isenções, no  modelo daquela maior, de que investimentos e especulações com dinheiro estrangeiro não pagam imposto de renda. Que tal livrar as especulações nacionais, também?

Reforma política é outra moeda de duas faces. No fundo, gostariam de reduzir o número de pequenos  partidos,  mas não só os de aluguel. Visam calar a voz dos pequenos partidos de esquerda, históricos ou modernos, do tipo PC do B, PCB, PSB, Psol e outros, que ainda protestam,  transformando os grandes em massa amorfa, insossa e inodora, nivelados  no  mesmo denominador comum.  Imaginam   PMDB, PSDB, PT, PP e outros cedendo às suas imposições,  já que  manteriam sua independência formal, mas rezariam pela  cartilha da acomodação neoliberal.

Reforma de gestão  também entra no cardápio. Impõem a redução de gastos públicos e a minimização do  poder do Estado, preocupados  em reduzir sua presença na economia e no plano social. Pregam a demissão em massa   do funcionalismo, a suspensão de concursos públicos, o congelamento e  até a redução de vencimentos e salários nas empresas privadas.  Investimentos em políticas públicas, só se participarem dos lucros, da medicina ao ensino, dos   transportes à geração de energia.

Reforma da Previdência Social não poderia faltar, dentro do objetivo maior de sufocar o que é público em favor do que pretendem  privado. A meta é nivelar  por baixo todas as aposentadorias, reduzindo-as ao salário mínimo, para levar a classe média a investir nas aposentadorias privadas, como se não fosse direito do trabalhador encerrar  com dignidade suas atividades depois de décadas de esforço continuado.  Alegam que a Previdência Pública dá prejuízo, quando não dá. Além do  mais, o governo é um só, o caixa deveria funcionar num sistema de vasos comunicantes, porque muitas de suas atribuições dão lucro.

Como  o Lula atendeu pouco a essas reivindicações, apesar de haver cedido em muitas, imaginam poder pressionar e aprisionar Dilma Rousseff, cuja estratégia  e  imagem entendem amoldar aos seus interesses. Podem estar enganados…

SEM COMPROMISSO   COM   O ERRO

Chamou a atenção a repetição, no discurso de posse da nova presidente,  de sua decisão de não compactuar com o erro, os desvios e os malfeitos, se verificados em sua administração.  Tomara que assim aconteça e que o primeiro episódio de corrupção, daqueles que fatalmente ocorrem em todos os governos,  seja enfrentado com mão de ferro.  Condições para isso Dilma Rousseff dispõe, até mais do  que o Lula dispôs. Não tem compromisso com partidos,  muito  menos com  grupos econômicos.

MOCINHOS E BANDIDOS

Lembrou Helena Chagas, em  discurso na transmissão do ministério da Comunicação Social,  recebido das mãos de Franklin Martins, lições de um seu velho  professor,  sobre não estar o mundo  dividido entre mocinhos e bandidos.  A praga do maniqueísmo e a prevalência das verdades absolutas tem acompanhado os governos desde que o  mundo  é mundo, mas, em contrapartida, só com tolerância e compreensão chega-se a resultados compensadores.

 


Pai de santo de PE faz previsões para 2011; Grêmio ganhará o Brasileirão

segunda-feira, 3 janeiro, 2011

Pai Carlos faz previsões para o ano de 2011

2011 será um ano de muita prosperidade financeira para os pernambucanos, ano também em que o Náutico se destacará entre os times do estado e que as cidades de Recife e Olinda sofrerão com a ressaca das águas.

Tudo isso de acordo com as previsões de Pai Carlos, da Catedral de Iansã, que fica na Zona Sul do Recife. O babalorixá consultou os búzios para ver alguns dos acontecimentos que irão marcar o ano que está por vir.

De acordo com ele, o ano será regido por Oxum, que é deusa das fontes, rios e cachoeiras. Por isso, será o ano em que as mulheres terão mais destaque, em todos os campos. Também será o ano da união – quem espera há anos por um casamento provavelmente vai se dar bem em 2011.

Para a virada, Pai Carlos recomenda roupas nas cores amarela ou branca – que atraem prosperidade – e algum acessório com muito brilho, para já começar o novo ano radiante.

Regido por Oxum, a deusa das fontes, rios e cachoeiras, 2011 será o ano das mulheres. Também será o ano da união – oportunidades para quem espera há anos por um casamento.

Enquanto Eduardo Campos terá seu melhor ano de governo, para Dilma 2011 será parado. A presidente eleita terá muitas dificuldades em seu primeiro ano de gestão e ainda enfrentará uma baixa na saúde em meados de setembro.

Dos times pernambucanos, todo o brilho será do Náutico Capibaribe. O Tricolor também dará algumas alegrias aos seus torcedores. Já o Sport, segundo Pai Carlos, só sairá do buraco se pagar a dívida que tem com os Orixás. O Grêmio será o Campeão Brasileiro de 2011 e disputará a Copa América, com grandes chances de sair vencedor.

Fonte: interiordabahia.com.br


Não se pode obrigar mulher a ter filho, diz futura ministra

segunda-feira, 3 janeiro, 2011

A deputada federal Iriny Lopes (PT-ES), futura ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres do governo de Dilma Rousseff, afirmou, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, que não se pode obrigar uma mulher a ter um filho indesejado. Para a petista, entretanto, não se trata de uma defesa do aborto – um dos temas mais explorados durante a campanha eleitoral -, e sim de respeito à decisão das mães.

“Não vejo como obrigar alguém a ter um filho que ela não se sente em condições de ter. (…) Ninguém defende o aborto, trata-se de respeitar uma decisão que, individualmente, a mulher venha a tomar”, afirmou. Segundo a futura ministra, a responsabilidade do governo é de zelar pela saúde pública e não permitir, dentro da legislação vigente, qualquer risco às mães que quiserem abortar. Para Iriny, a discussão sobre a legalização do aborto fica a cargo do Congresso e da sociedade.

Fonte: www.terra.com.br


Os números de 2010

segunda-feira, 3 janeiro, 2011

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Mais fresco do que nunca.

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 9,800 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 24 747s cheios.

Em 2010, escreveu 480 novos artigos, nada mau para o primeiro ano! Fez upload de 419 imagens, ocupando um total de 37mb. Isso equivale a cerca de 1 imagens por dia.

O seu dia mais activo do ano foi 4 de outubro com 180 visitas. O artigo mais popular desse dia foi Bahia já sabe os nomes dos seus 39 deputados federais eleitos nesta eleição.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram google.com.br, blackhat.r30.com.br, orkut.com.br, mail.live.com e search.conduit.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por abade moreaux, alvo, resultado do concurso da prefeitura de salvador para merendeira, professordesiderio e resultado do concurso da prefeitura de salvador merendeira