Paciência ao extremo?

quarta-feira, 26 janeiro, 2011

Embora sabidamente a paciência seja uma das qualidades dos grandes políticos, não é de se estranhar porque muitos deles estão deixando de ler a coluna “Tempo Presente”, do jornal A TARDE, assinado pelo jornalista Biaggio Talento, temporariamente.

Biaggio está substituindo  a Levi Vasconcelos, um arquivo vivo da política em nosso estado.

Coincidência ou não, o jornal perdeu o primeiro lugar para o CORREIO,  pertencente ao grupo da Rede Bahia.

O fato em destaque é que os novos comentários da coluna são parciais e até confusos.

O jogo intricado e a estratégia dos partidos, realmente, não são fáceis de entender. Vai além  do domínio da língua, falada e escrita. Não basta saber colocar o ponto e a virgula no lugar certo.

Comenta-se que: enquanto em Levi sobra leveza e conhecimento, em Biaggio falta talento.

 

Pergunta-se: é justo o PDT ter apenas uma secretaria, de pouco prestígio, enquanto outros partidos, tem três ou quatro? Por que o jornalista não entende isso, que os espaços políticos têm que ser iguais, em nome do equilíbrio das forças democráticas?

( Desiderio de Melo)


IVC: Com média de 52 mil exemplares dia, Correio supera A Tarde (44.487) e comemora em texto

quarta-feira, 26 janeiro, 2011

O CORREIO fechou 2010 na liderança do mercado baiano, segundo dados do IVC (Instituto Verificador de Circulação), e como o jornal mais lido no estado de segunda a domingo, de acordo com pesquisa do Marplan, instituto que apura hábitos de mídia no país. Em dezembro, pelo quarto mês consecutivo, o jornal da Rede Bahia ficou à frente do seu principal concorrente, A Tarde. A circulação média do CORREIO foi de 52.211 exemplares por dia, contra 44.487 do segundo lugar. Uma diferença de  cerca de 17% por dia. Leia mais no Correio. Leia mais no Correio.


Wagner anuncia mais 6 secretários e inclui pasta que resolveria impasse com PDT

quarta-feira, 26 janeiro, 2011

Carlos Brasileiro, ex-prefeito de Sr. do Bonfim, vai para a Sedes

O governador Jaques Wagner divulgou nesta terça-feira (25) o nome de mais seis secretários para o seu segundo mandato.

Com isso, dificulta mais ainda as negociações com o PDT, já que o secretário James Correia foi confirmado na pasta de Indústria, Comércio e Mineração, uma das que estavam indefinidas e que o partido admitia fechar questão com o governo.

 

Até agora foram confirmados 21 nomes e falta definição apenas para três secretarias – Promoção da Igualdade (SEPROMI), Relações Institucionais (SERIN) e Ciência e Tecnologia (Secti).

Os novos secretários anunciados são Carlos Brasileiro, no Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes); Almiro Sena, na Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH); e Carlos Costa, na Secretaria Extraordinária da Indústria Naval e Portuária (Seinp).

 

Além dos novatos, o governador anunciou também que continuam nos seus cargos os secretários da Indústria, Comércio e Mineração, James Correia, e da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária, Eduardo Salles. Já Wilson Brito, ex-secretário da Infraestrutra, assume agora a Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir).

Conheça um pouco dos novos secretários

Carlos Brasileiro (Sedes): O novo secretário é natural de Senhor do Bonfim e já foi prefeito desta cidade duas vezes. Formado pela Escola Técnica Federal da Bahia e em Engenharia Sanitária pela Universidade Federal da Bahia, ele participou de mobilizações pela melhoria do abastecimento de água na sua região.

Almiro Sena (SJCDH): Promotor de Justiça há 19 anos, é conhecido por sua atuação na área criminal. Também é Diretor do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do Ministério Público da Bahia. Natural de Cachoeira, Sena tem 43 anos.

Carlos Costa (Seinp): Empresário, Costa atua há mais de 30 anos no setor marítimo, com experiência tanto no campo nacional quanto internacional. O novo secretário nasceu em Mossoró (RN), tem 65 e é bacharel em Direito.

 

Informações do Correio