Rodrigo Maia é reeleito para a Presidência da Câmara dos Deputados

quinta-feira, 2 fevereiro, 2017
Jornal do Brasil
Presidente da Câmara vai priorizar agenda econômica e reformas do governo de Michel Temer
Presidente da Câmara vai priorizar agenda econômica e reformas do governo de Michel Temer

Em seu discurso de apresentação da candidatura e pedido de votos, no início da tarde desta quinta-feira (2), Rodrigo Maia criticou os parlamentares que recorreram ao Supremo Tribunal Federal (STF) para barrar sua candidatura. Maia afirmou que ações como essa colaboram para tornar o Congresso Nacional fraco e submisso às decisões do Poder Judiciário. Em parecer técnico da área jurídica da Mesa Diretora da Câmara, a candidatura de Maia foi considerada sem fundamento, já que o regimento interno determina que a reeleição para período imediatamente posterior está proibida.

Em recurso apresentado ao Supremo, o deputado do DEM argumentou que seu primeiro mandato não poderia ser considerado regular, já que era uma gestão “tampão” iniciada em meados de 2016 para substituir o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), cujo mandato foi cassado em setembro. Cunha foi eleito para a Presidência da Câmara em fevereiro de 2015, mas se tornou réu na Lava Jato e acabou sendo afastado do cargo pelo Supremo, sem conseguir concluir o ciclo como presidente da Casa.


Concurso para professores estaduais sai até junho; Reda será emergencial

quinta-feira, 2 fevereiro, 2017
por Luana Ribeiro
Concurso para professores estaduais sai até junho; Reda será emergencial

Foto: Divulgação/ SEC-BA
O governo do Estado lançará nos próximos dias um processo seletivo simplificado de 7.665 professores pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). O edital está sendo elaborado pelo Instituto Brasil Educação (Ibrae), contratado por dispensa de licitação – o resumo do contrato foi publicado nesta terça-feira (30) no Diário Oficial do Estado (DOE). Porém até junho deverá ser lançado o edital para o concurso para professores efetivos da rede estadual de ensino, de acordo com o governador Rui Costa. Para a seleção do Reda, o instituto cobrará R$ 38 para candidatos de nível superior e R$ 29 para o nível médio. Segundo informações da Secretaria de Educação (SEC), a seleção é emergencial, de contratação imediata, destinada à ocupação de vagas de docentes para o início do ano letivo, que começa na próxima segunda (6). “A Secretaria da Educação do Estado da Bahia esclarece que está elaborando o edital para contratação temporária imediata de professores e técnicos através do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), que atuarão no atendimento ao Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), Educação Especial, Preceptores de Estágio, Educação Básica e Indígena, viabilizando, assim o início do ano letivo”, afirma a pasta, em nota. Não foi divulgada a quantidade de vagas para as outras categorias. O concurso público para professores efetivos da rede estadual já havia sido prometido em 2015 pelo governador Rui Costa (veja aqui) – à época eram previstas 7.331 vagas – mas não foi realizado por restrições geradas pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), já que a gestão atingiu o limite prudencial das despesas com pessoal (entenda). Questionada pelo Bahia Notícias, a SEC informou que a seleção por Reda não inviabilizará a realização do concurso para servidores efetivos, mas não deu previsão de quando o edital deve ficar pronto e se será lançado ainda neste ano. Procurada pelo Bahia Notícias, a Secretaria de Administração do Estado (Saeb), que é responsável pela execução de concursos, informou que “o concurso para professor está em análise” e que “não há previsão de quando o processo será retomado e nem informações detalhadas”.
Bahia Noticias

História de Iemanjá

quinta-feira, 2 fevereiro, 2017

0009

Na mitologia yorubá (ioruba), Iemanjá, cujo nome tem significado de mãe dos filhos-peixe, é filha de Olokun, soberano dos mares, que deu a ela, quando criança, uma poção que a ajudasse a fugir de todos os perigos.

A deusa cresceu e se casou com Oduduá, com quem teve 10 filhos orixás (por isso seu nome significa também mãe de todos orixás). O ato de amamentar seus herdeiros fez com que seus seios ficassem enormes, e isso deixou ela com vergonha.

Cansada do casamento, Iemanjá resolveu abandonar Oduduá e ir atrás da felicidade. Nesta jornada apaixonou-se pelo rei Okerê. Porém, para ficar com ele, a Rainha do Mar exigiu uma condição: que seus seios enormes jamais fossem motivo de chacota, ele concordou imediatamente.

Os contos revelam que um dia, após Okerê bebeu muito e começou a zombar dos seios de Iemanjá. Ela ficou arrasada e fugiu. O rei tentou perseguí-la para desculpar-se, mas já era tarde. A Rainha do Mar usou a poção que ganhou de seu pai para escapar, transformando-se em um rio que encontrava o mar.

Desesperado e com medo de perder a esposa, Okerê transformou-se em uma montanha, ele queria impedir o curso do rio, antes que este chegasse ao mar. Iemanjá pediu ajuda ao filho Xangô e ele, com um raio, partiu a montanha ao meio, permitindo que a água seguisse o seu caminho. Desta forma Iemanjá encontrou o oceano e tornou-se a “Rainha do Mar”.

Sobre Iemanjá

É considerado o orixá mais popular do Brasil (e também em Cuba), é o único que tem festas públicas e feriados em sua homenagem. Isso acontece porque a Rainha do Mar é a padroeira dos pescadores, decidindo o destino de todos aqueles que entram no mar.

O Brasil tem uma costa gigantesca tornando a pesca uma atividade comum nas cidades praianas, além de todo um comércio relacionado aos produtos do mar. Diante disso, os pescadores sempre lembram e pedem proteção para Iemanjá para que a pescaria seja farta e segura. Ela também é lembrada por familiares daqueles que se aventuram no mar, pedindo que a jornada seja concluída sem perigo.

02 de fevereiro é celebrado o dia de Iemanjá. A maior festa dedicada a Rainha do Mar ocorre em Salvador, capital da Bahia. Neste dia, milhares de pessoas vestem branco e fazem um procissão até o templo de Iemanjá. Outras seguem até o mar para adorá-la e agradecer as bençãos que ela concedeu, além de entregar presentes em agradecimento.

Além desta data, devotos realizam celebrações também em 15 de agosto e 31 de dezembro, por conta da virada de ano e as simpatias das 7 ondas.

Influência da Rainha do Mar no Brasil

Tudo começou com a chegada dos africanos ao país. Iemanjá é um orixá da religião do povo Egba, nativos da cidade de Abeokuta, na Nigéria. A Rainha do Mar é conhecida como divindade das águas doces e salgadas. Porém nos dias de hoje é reverenciada no Candomblé, Umbanda, Xambá, Omolokô e Vodu haitiano. Sua influência é percebida em canções diversas, histórias, novelas e filmes.

Fonte: https://professordesiderio.wordpress.com/wp-admin/post-new.php


Marisa Letícia: médicos afirmam que não há fluxo cerebral

quinta-feira, 2 fevereiro, 2017
Família do ex-presidente Lula autorizou a doação de órgãos

O quadro de Dona Marisa apresentou uma piora no início da noite de quarta-feira (1°) e ela voltou a ser sedada, informou o médico Roberto Kalil Filho, chefe da equipe do Hospital Sírio-Libanês que cuida da paciente. O sedativo tinha sido retirado na terça-feira (31).

Um doppler realizado no final da noite constatou que Marisa tinha circulação mínima de sangue no cérebro.

Marisa Letícia: médicos afirmam que não há fluxo cerebral
Marisa Letícia: médicos afirmam que não há fluxo cerebral

Segundo Kalil, o quadro da ex-primeira-dama é “irreversível”. De acordo com ele, Dona Marisa havia apresentado melhora depois que os sedativos que a mantinham em coma induzido foram retirados, mas o estado de saúde piorou a partir das 16h de quarta-feira (1°), levando a equipe a retomar os remédios.

Dona Marisa passou mal no apartamento em que mora no início da tarde de 24 de janeiro, e foi levada a um pronto-socorro da cidade, de onde foi transferida de ambulância para o Sírio-Libanês. Após passar por uma operação para estancar o sangramento no cérebro, Dona Marisa foi conduzida à UTI.

Mensagem de Lula no Facebook
Mensagem de Lula no Facebook

Mensagem

O ex-presidente Lula publicou uma mensagem em sua página no Facebook:

“A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos.”


Aécio definiu conluio em licitação em Minas Gerais, diz delator da Odebrecht

quinta-feira, 2 fevereiro, 2017
jornal do Brasil

O ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Júnior, afirmou em sua delação premiada à operação Lava Jato que teria se reunido com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) para negociar um esquema fraudulento em licitação na obra da Cidade Administrativa para favorecer grandes empreiteiras. A reunião de acordo com Benedicto, ocorreu quando Aécio era governador de Minas Gerais.

De acordo com informações apuradas pela Folha de S. Paulo, Benedicto Júnior, conhecido como BJ, disse aos procuradores que, após o acerto, Aécio orientou as construtoras a procurarem Oswaldo Borges da Costa Filho, o Oswaldinho. Com ele, o percentual de propina que seria repassado pelas empresas no esquema teria sido definido. De acordo com o delator, esses valores ficaram entre 2,5% e 3% sobre o total dos contratos.

Aécio teria participado da negociação de esquema fraudulento na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais
Aécio teria participado da negociação de esquema fraudulento na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais

Oswaldinho é um colaborador das campanhas do hoje senador mineiro. Segundo a reportagem o ex-executivo da Odebrecht afirmou que o próprio Aécio teria decidido quais empresas participariam da licitação para a obra.

As informações fornecidas por BJ em sua delação premiada foram confirmadas e complementadas, segundo pessoas com acesso às investigações, pelos depoimentos do ex-diretor da Odebrecht em Minas Sergio Neves. O ex-diretor aparece nas investigações como responsável por operacionalizar os repasses a Oswaldinho e é ele quem detalha, na delação, os pagamentos a Aécio.

Líder do consórcio, que contou com Andrade Gutierrez, OAS e Queiroz Galvão, a Odebrecht era responsável por 60% da obra e construiu um dos três prédios que integram a Cidade Administrativa, o Edifício Gerais.

Benedicto Júnior e Sergio Neves estão entre os 77 funcionários da Odebrecht que assinaram acordo de colaboração com a Lava Jato. As delações foram homologadas pela presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Carmén Lúcia, e enviadas à Procuradoria-Geral da República, sob sigilo.

Em nota, Aécio repudiou o teor do relato de Benedicto Júnior e defendeu o fim do sigilo sobre as delações “para que todo conteúdo seja de conhecimento público”.

Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012), a Cidade Administrativa, sede do governo mineiro, custou R$ 2,1 bilhões em valores da época. Inaugurada em 2010, último ano de Aécio como governador, foi a obra mais cara do tucano no governo de Minas.