Secretaria da Educação convoca 231 professores aprovados em seleção Reda

sexta-feira, 1 setembro, 2017
 A Secretaria da Educação do Estado publicou a convocação de mais 231 professores da Educação Básica e do Ensino Profissional, aprovados no processo seletivo simplificado em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). A lista foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (1/9). Até o momento, a Secretaria já convocou 2.021 candidatos aprovados no processo seletivo realizado em maio deste ano.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destaca que a contratação de novos professores e demais profissionais vai no sentido de fortalecer a Educação e faz parte de um conjunto de ações tocadas pelo governo. “O foco principal está no fortalecimento do eixo pedagógico das escolas. Portanto, convocamos os coordenadores pedagógicos que estavam lotados em unidades administrativas, em outros lugares, para voltarem para suas unidades escolares de origem e ampliamos a carga horária destes profissionais. Além disso, ampliamos a gratificação dos diretores escolares e ofertamos um abono para aqueles professores prestes a se aposentar que estão optando em permanecer em sala de aula.  Estamos também preparando um concurso público, já anunciado pelo governador Rui Costa, para mais de 3,4 mil professores e coordenadores pedagógicos”.

>> Clique para ver os editais

 

 

Os candidatos aprovados têm o prazo de 10 dias úteis, a partir da data de divulgação, para comparecer no horário das 8h30 às 12h e das 14h às 17h30, nos seguintes locais: Secretaria da Educação do Estado situada na Avenida Luiz Viana Filho nº 550, 5ª avenida, CAB (Centro Administrativo da Bahia), 1° andar, sala 138, para os aprovados em Salvador.

Os aprovados para o interior do Estado deverão comparecer nas sedes dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) aos quais pertencem os municípios para os quais foram aprovados. É preciso levar uma série de documentos, dentre eles, originais e cópias do CPF, Identidade, certidão de nascimento e de casamento, se for o caso, e da carteira de trabalho.

 

“Mais um passo, mais uma vitória”, diz Rui após assinar acordo na China

 

Foto: divulgação/GOVBA

“A assinatura de hoje representa a nossa determinação em colocar a Bahia num novo patamar de atração de investimentos. É mais desenvolvimento para o interior. É mais emprego e renda para milhares de baianos”, afirmou o governador Rui Costa após assinar na China memorando de entendimento com cinco empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin) para financiamento do projeto do Porto Sul, da Fiol e da mina de Pedra de Ferro. O ato aconteceu no Palácio do Povo por volta das 8h desta sexta-feira (1º) na Bahia, 19h em Pequim.

“Nosso foco na China é garantir mais qualidade de vida para nossa gente, transformar a vida das pessoas. Somos um povo forte e não baixamos a cabeça diante da dificuldade. Prova disso é que estamos do outro lado do mundo trabalhando intensamente para levar resultados concretos para a Bahia, mesmo diante de um cenário de crise econômica no Brasil”, acrescentou o governador ao concluir um dos principais compromissos nesta sua terceira missão internacional à frente do Governo do Estado.

 

Em vídeo publicado no Facebook, Rui destacou o trabalho realizado ao longo dos últimos dois anos até a assinatura desta sexta. “Foram dois anos de muito trabalho para chegar à formação de um consórcio envolvendo várias empresas chinesas e a empresa do Cazaquistão. Teremos até o ano que vem o leilão da ferrovia [Fiol] e o início das obras, um passo importante para a Bahia crescer. Mais um passo, mais uma vitória”, afirmou o governador na rede social.

O documento assinado nesta sexta estabelece que o Governo do Estado, as empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, “desejam cooperar para o desenvolvimento totalmente integrado do projeto do Porto Sul, da Fiol e da mina Pedra de Ferro”. Ainda de acordo com o memorando, a participação em grupo de investimento para financiar o desenvolvimento dos projetos será liderada pelo consórcio chinês formado pelas seguintes empresas – China Railway Group Limited; China Communications Construction Company Ltd; Minmetals Development Co. Ltd; Shougang Fushan Resources Group Limited; e Dalian Huarui Heavy Industry Group Co. Ltd.

Essas empresas orientais são de diversos ramos de atuação, como siderurgia, construção civil e mineração, e fecharam um cronograma de atividades com a Bahia Mineração envolvendo prazos para execução dos trabalhos.

http://institucional.educacao.ba.gov.br/node/26190


Em Pequim, Rui conhece modelos de gestão de empresas chinesas

sexta-feira, 1 setembro, 2017

 

 Fotos: Carlos Prates/GOVBA
Em seu primeiro dia de trabalho em Pequim, capital da China, o governador Rui Costa visitou, nesta quinta-feira (31), duas empresas e um hospital chinês. “Fui a algumas empresas para conhecer seus modelos de gestão e tecnologias utilizadas. Passei em uma unidade hospitalar, uma fábrica de equipamentos para hospital e visitei o grupo Genertec que tem negócios em áreas como construção, energia e saúde. Estamos compartilhando conhecimento e buscando novos investimentos para a Bahia”, detalhou o governador.
O primeiro compromisso foi no grupo Genertec, onde Rui conversou com o vice-presidente da empresa, Jiang Xin, e conheceu o trabalho da companhia que atua principalmente na área de infraestrutura. Em seguida, a comitiva foi ao Beijing Tsinghua Chang Gung Hospital, onde Rui conheceu o modelo administrativo da unidade hospitalar que possui mil leitos.
Finalizando os compromissos desta quinta, o governador visitou a fábrica de equipamentos hospitalares, Aeomed, fornecedora mundial de produtos de saúde com alta tecnologia. Acompanharam o governador na agenda desta quinta-feira os secretários estaduais Fabio Vilas-Boas (Saúde) e Bruno Dauster (Casa Civil).
Educação
O Secretário da Educação, Walter Pinheiro, embarcou nesta quarta-feira (30), para integrar a comitiva do governador Rui Costa no país asiático. Na agenda, Pinheiro vai buscar novas parcerias na área de Pesquisa, Desenvolvimento e inovação (PD&I) voltadas para a Educação Básica, Educação Profissional e Tecnológica e para o Ensino Superior, além da captação de investimentos em infraestrutura, Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e energia solar. “Vamos participar da agenda que tem a ver com a reestruturação do atendimento das escolas, focando a reestruturação da chegada da internet, até via satélite, mas também providenciar a parte central que é a infraestrutura, uma vez que estaremos reunidos com gigantes destas áreas”, destacou Pinheiro.

Nesta sexta-feira (1º), o governador assina, em Pequim, memorando de entendimento com cinco empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin) para financiamento do projeto do Porto Sul, que será implantado no município de Ilhéus. Também integram o acordo ações que visam a execução da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol) e a exploração de uma mina de minério de ferro localizada no sudoeste da Bahia. O ato de assinatura está marcado para as 18h15 de Pequim, ou seja, 7h15 no horário de Brasília. O documento estabelece que o Governo do Estado, as empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, “desejam cooperar para o desenvolvimento totalmente integrado do projeto do Porto Sul, da Fiol e da mina Pedra de Ferro”.

Ainda de acordo com o documento, a participação em grupo de investimento para financiar o desenvolvimento dos projetos será liderada pelo consórcio chinês formado pelas seguintes empresas: China Railway Group Limited; China Communications Construction Company Ltd; Minmetals Development Co. Ltd; Shougang Fushan Resources Group Limited; e Dalian Huarui Heavy Industry Group Co. Ltd. Essas empresas orientais são de diversos ramos de atuação, como siderurgia, construção civil e mineração, e fecharam um cronograma de atividades com a Bahia Mineração envolvendo prazos para execução dos trabalhos.

Sobre Porto Sul e Fiol

Com investimento de R$ 2,7 bilhões, o Porto Sul será construído no Litoral Norte de Ilhéus, na região de Aritaguá. O empreendimento já tem todas as licenças necessárias para o início da obra, como as licenças prévia e de instalação, além da autorização para supressão de vegetação, emitidas pelo Ibama. No Porto Sul serão embarcados o minério de ferro explorado no sudoeste baiano, além de grãos do oeste do estado que chegarão ao Porto pela Fiol. A ferrovia está em construção e terá extensão de 1.527 quilômetros, sendo 1.100 quilômetros na Bahia, com trecho de Ilhéus a Figueirópolis, no Tocantins.

A missão internacional teve início em Kiev, na Ucrânia, onde o governador Rui Costa assinou termo de compromisso do Governo do Estado com a empresa ucraniana Indar, na manhã de terça-feira (29). Com a parceria, a Bahiafarma será o primeiro laboratório do Nordeste a produzir insulina, medicamento utilizado no controle do diabetes, e passará a abastecer 50% da demanda do Sistema Único de Saúde (SUS) pelo medicamento.