Partidos de oposição definem estratégias contra reforma da Previdência

quinta-feira, 8 fevereiro, 2018
Foto: Alexandre Amarante


PDT na Câmara

O líder do PDT na Câmara, André Figueiredo (CE), discutiu, na manhã desta terça-feira (7), com deputados e senadores de partidos de oposição – PT, PSOL, PCdoB e PSB –, além de parlamentares da base do governo, estratégias contra a Reforma da Previdência e a construção de um projeto de país.

A ideia, segundo o líder, é a criação de uma “frente ampla de esquerda” com uma pauta conjunta em defesa da democracia e da soberania nacional e contra as reformas do Temer. “Temos a certeza de que a oposição precisa se unir. É um ano eleitoral. Não precisamos necessariamente ter os mesmos candidatos, mas precisamos definir as mesmas bandeiras”, declarou André Figueiredo.

Na reunião ficou decidido, ainda, que será lançado um manifesto com uma proposta alternativa para o desenvolvimento do país, contra o retrocesso e a retirada de direitos, como as mudanças nas regras da aposentadoria.

“Aceitamos futuramente discutir uma reforma com um governo legitimamente eleito, mas não nos moldes da proposta desse governo, que só retira direitos de quem tem muito pouco”, disse o pedetista.

Participaram da reunião na sede nacional do PDT, em Brasília, o presidente da fundação Leonel Brizola- Alberto Pasqualini e secretário-geral nacional do partido, Manoel Dias, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann(PR), os senadores petistas Lindbergh Farias(RJ), Humberto Costa(PE), o senador Roberto Requião (MDB-PR), além dos deputados Paulo Pimenta (PT-RS), José Guimarães (PT-CE), Décio Lima (PT-SC), Odorico Monteiro (PSB-CE), Leônidas Cristino (PDT-CE), Ivan Valente(PSOL-SP), Alice Portugal (PCdoB-BA) e Luciana Santos (PCdoB-PE).

http://www.pdt.org.br