enovação da CNH vai exigir novo curso e prova teórica

sexta-feira, 16 março, 2018

Jornal do Brasil

Até hoje, para renovar a CNH nas categorias A e B (motos e veículos de passeio), era necessário apenas um exame médico, que continua sendo obrigatório. A mudança na lei foi determinada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio da Resolução 726/18, e entra em vigor no dia 5 de junho. Porém, segundo fontes do Detran.SP, ainda pode ser postergado, como ocorreu com a lei das novas placas para o Mercosul.

O novo curso do Detran poderá ser feito em apenas dois dias, de forma presencial ou à distância. Com duração de 10 horas/aula no total, o motorista poderá assistir até 5 horas por dia. Cada hora/aula equivale a 50 minutos.

As aulas abordarão conceitos de legislação de trânsito, direção defensiva, sinalização e outros. Após a realização do curso, os condutores precisarão fazer uma prova de 30 questões de múltipla escolha. O motorista deverá ter 100% de frequência no curso e 70% de acertos no exame.

Novo curso poderá ser feito em dois dias
Novo curso poderá ser feito em dois dias

Em caso de reprovação, o motorista poderá fazer uma nova prova a partir do quinto dia da divulgação do resultado. Uma segunda reprovação obriga o condutor a realizar todo o curso novamente.

Quem optar por realizar o curso a distância deve concluí-lo em no máximo cinco dias. A prova será aplicada apenas presencialmente.

O Detran ainda não definiu preços para o novo processo de renovação. Atualmente, a cobrança varia de Estado para Estado. Em São Paulo, a atualização do documento custa R$ 124,10.

Os motoristas que realizam atividades remuneradas em veículos, como transporte de carga e passageiros, precisarão passar por outro curso, mais específico e de maior duração, também a cada 5 anos.

Quem já tiver feito algum curso de direção defensiva estará liberado da exigência do novo procedimento.

Fonte: Estadão conteúdo


Félix Mendonça: Governo Ciro terá como foco o desenvolvimento e combate às desigualdades sociais

sexta-feira, 16 março, 2018

 


Liderança do PDT na Câmara

O deputado Félix Mendonça Júnior (PDT-BA) vê com otimismo a pré-candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República. A tendência, segundo ele, é de crescimento do ex-governador do Ceará. “Ciro é o nome mais preparado e, com certeza, a melhor opção entre todos os pré- candidatos. Com a campanha nas ruas, seu nome tende de crescer e será um dos favoritos na corrida presidencial”, afirmou.

Félix Júnior acentua que o governo de Ciro terá como foco o desenvolvimento, com justiça social. “A linha mestra do seu programa será a retomada do desenvolvimento e a recuperação da economia, junto com o combate às desigualdades sociais. Acreditamos nesse projeto e vamos trabalhar por ele”, garantiu.

O parlamentar destaca a qualidade da equipe montada por Ciro, que tem à frente Mangabeira Unger, professor da Universidade de Harvard (EUA) e ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos no governo Lula, além do economista Nelson Marconi (Fundação Getúlio Vargas) e Mauro Benevides Filho, secretário da Fazenda do Ceará.

O deputado acredita que a sucessão presidencial será decidida entre cinco ou, no máximo, seis candidatos. “Teremos Ciro (PDT), Lula (PT) – caso possa concorrer –, Marina (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL) e, agora, Rodrigo Maia (DEM). As eleições serão decididas entre esses candidatos”, afirmou.

Ex-governador do Ceará, ex-ministro da Fazenda, no governo de Itamar Franco, e da Integração Nacional, no governo de Luís Inácio Lula da Silva, aos 60 anos, Ciro estará presente pela terceira vez na corrida rumo ao Palácio do Planalto. Desde 2006, o PDT não disputa o cargo de presidente da República.

http://www.pdt.org.br


As últimas palavras de Marielle Franco

sexta-feira, 16 março, 2018
Jornal do Brasil

“Reforma Trabalhista, PEC dos Gastos, Reforma da Previdência. O impacto dessas profundas mudanças, inspiradas em um projeto político retrógrado, alinhado com interesses que servem ao capital internacional e a setores do empresariado, arremessa um contingente de cidadãos e cidadãs para uma espiral de pobreza.”

Confira, na edição impressa do JORNAL DO BRASIL, a íntegra do artigo de Marielle Franco.

    
    
Tags: assassinato, centro, franco, jb, marielle, psol, tiro, vereadora

Revista Bahia Análise & Dados recebe artigos sobre Educação e Desenvolvimento

sexta-feira, 16 março, 2018
 A Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan), abriu edital de chamada de artigos para a edição da revista Bahia Análise & Dados sobre o tema Educação e Desenvolvimento. Com público amplo e diversificado, a revista Bahia Análise & Dados busca estimular o debate sobre os mais diversos assuntos, tendo como colaboradores especialistas nas diversas temáticas no âmbito das instituições de ensino e pesquisa, administração pública, ONGS, iniciativa privada, entre outros.
Esta edição da revista tem o propósito de ampliar as discussões e reflexões referentes às possíveis relações entre a educação e o desenvolvimento regional, tendo em vista o fenômeno da pobreza. “Pretende-se destacar questões relacionadas às políticas públicas e aspectos institucionais envolvidos no processo educacional, bem como análises que abordem elementos de natureza cultural e organizacional”, explica a coordenadora editorial da publicação, Eletice Rangel.
Os artigos podem ser enviados até o dia 21 de maio de 2018, com, no mínimo, 15 e, no máximo, 25 páginas, devendo ser encaminhados por e-mail. Preferencialmente, os artigos têm que ser assinados por, no máximo, três autores. O edital apresenta detalhes sobre a publicação e está disponível integralmente no site da SEI.
A revista é publicada semestralmente, sendo editada e registrada no International Standard Serial Number (ISSN) desde 1991, indexada ao Ulrich’s International Periodicals Directory e ao sistema Qualis, da Capes, em 2002. A revista elevou progressivamente sua credibilidade e reconhecimento graças à abrangência de seu conteúdo e ao elevado nível de seus colaboradores. Com seus números mais recentes disponíveis para consulta no site da instituição, a publicação vem alcançando um público amplo e diversificado, sendo muito demandada por instituições de ensino e pesquisa e por órgãos de planejamento.
Fonte: Ascom/Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI)