Professor Desiderio se reuniu com os deputados Roberto Carlos e Euclides Fernandes

quarta-feira, 28 março, 2018

 

O pré-candidato a senador pelo PDT, Professor Desiderio Melo, esteve na tarde desta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa da Bahia, onde se reuniu com os deputados estaduais Roberto Carlos e Euclides Fernandes, ambos filiados à legenda brizolista.

 

A primeira reunião aconteceu no gabinete do deputado Roberto Carlos, onde o Professor Desiderio comunicou o registro da sua pré-candidatura junto ao partido, razão pela qual estará se desincompatibilizando do cargo de diretor geral do Instituto Anísio Teixeira-IAT na próxima segunda-feira, dia 2 de abril. O professor aproveitou para agradecer ao deputado pelo apoio durante o período em que esteve à frente do órgão.

Sobre a proposta de ter o nome do professor à disposição do PDT para pleitear uma vaga ao Senado, Roberto Carlos não só concordou como achou a ideia interessante. “Isso é importante porque irá contribuir para o fortalecimento do partido no nosso estado. Quanto mais coloca nomes, mais é importante. Nós precisamos pensar também em 2020, e isso só ajuda”, disse.

 

Reforçando, o deputado também avaliou o cenário politico já colocado. “Já temos a candidatura de Wagner, e vejo a sua como uma alternativa para fortalecer o palanque de Ciro na Bahia. Por isso, essa discussão conta com minha ajuda, meu apoio e minha simpatia”, concluiu.

 

Euclides reforça

Nascida junto aos movimentos sociais do PDT, a proposta de candidatura ao Senado encampada pelo Professor Desiderio também ganha corpo de forma surpreendente entre outras esferas do partido. Depois da boa acolhida por parte do deputado Roberto Carlos, no gabinete de Euclides Fernandes a situação não foi diferente.

 

Marcada pela descontração e bom humor do deputado, o encontro deixou Desiderio mais encorajado ainda para os embates futuros. Numa breve avaliação do cenário atual, Fernandes encontrou espaço para as proposições do pedetista. “Eu vejo isso sob dois aspectos. Primeiro, porque colabora com o palanque de Ciro Gomes aqui na Bahia, e isso é muito importante, só ajuda. Mas não sei como o assunto será visto no momento da convenção na relação com o governo”, ponderou.

 

Mas Euclides se mostrou amplamente favorável à continuidade da construção, notadamente com o debate interno. “Nós entendemos, e nossa tese é que temos que fazer o debate com os companheiros para ver qual o melhor caminho”, disse. “Estaremos na chapa majoritária junto com o governador Rui Costa, que já tem uma vaga para o Senado definida para o ex-governador Wagner. Mas precisaríamos entrar na disputa com os pesos pesados do PP e do PSD”, acrescentou, avaliando cenários em que o PDT deverá estar cacifado para brigar por mais espaço.

 

Candidatura solo

Outro cenário avaliado por Euclides Fernandes, que precisa passar por pelo crivo da Convenção pedetista, seria a candidatura solo, onde o PDT sairia com um candidato a senador independentemente de estar na chapa do governador. “Esta opção é boa para Ciro na Bahia, porque vai ajudar melhor em todo estado, mas também vai enfrentar a possibilidade de o PSB fazer o mesmo. Desde modo, apoio a iniciativa, que é corajosa, mas você precisa estar aberto para discussões e possibilidades que surgirão antes da convenção”, finalizou o deputado.

 

Lançamento da candidatura

Após a reunião com os dois deputados pedetistas, o professor Desiderio considera encerrada a segunda fase da campanha pela pré-candidatura ao Senado. Na próxima segunda-feira (02/04), às 18h, haverá o lançamento oficial, na sede do PDT, na Mouraria. No encontro com os deputados, o Professor Desiderio esteve acompanhado por Danilo Baqueiro, Alderico Sena e Evandro Matos.

Coordenação de campanha

 


Abertas as inscrições para o ‘Prêmio IAT de Redação’

quarta-feira, 28 março, 2018

 O Instituto Anísio Teixeira – IAT abre inscrições para o PRÊMIO IAT DE REDAÇÃO, em razão das comemorações dos 35 anos do órgão, que é vinculado à Secretaria de Educação do Estado da Bahia. O prêmio visa a seleção e premiação das melhores produções textuais inéditas de redação entre professores, coordenadores pedagógicos (efetivos e REDA) e estudantes do Ensino Médio da Rede Pública Estadual de Ensino. 

O concurso será realizado em duas categorias: Categoria 01 – Professor e coordenador pedagógico (incluindo gestores escolares) e Categoria 02 – Estudantes do Ensino Médio. 

As inscrições e envio das redações deverão ser realizadoaté 30/04/2018. Os resultados finais serão divulgados no mês de maio de 2018. A Cerimônia de Premiação – divulgação dos candidatos premiados, deverá ocorrer de 04 a 08/06/2018. 

Os cinco melhores colocados de cada categoria terão os seus trabalhos publicados numa revista (versão digital) ser lançada em evento comemorativo pelos 35 anos do IAT. Os três melhores colocados de cada categoria receberão como prêmios: 1º lugar um Notebook, 2º lugar um SmartTV e 3º lugar um Home Theater

As inscrições deverão ser realizadas por meio do link: http://colaborativus.pat.educacao.ba.gov.br/premioiatderedacao/

Todo o processo de envio e correção das redações será realizado no ambiente Colaborativus, da Plataforma Anísio Teixeira. 

Dúvidas podem ser solucionadas através do endereço niava.iat@educacao.ba.gov.br;

 

 


Curso on-line sobre uso pedagógico de tecnologias educacionais beneficia mais de 23 mil professores da rede estadual

quarta-feira, 28 março, 2018

Um total de 23.619 professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual estão sendo beneficiados com o curso on-line “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA). Também conhecido por CATE 3, o curso faz parte das ações de valorização da carreira do magistério que estão sendo adotadas pelo Governo do Estado e representará, para os concluintes, um ganho médio de 14% em seus vencimentos até maio de 2019, sendo que 6% já foram antecipados. O investimento será em torno de R$ 348 milhões.
Cursista do CATE 3, o professor de Língua Portuguesa e Redação, Paulo Jorge de Jesus, do Colégio Estadual Raphael Serravalle e do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Apoio Educacional e Tecnologia da Informação Isaías Alves (antigo ICEIA), em Salvador, revela que a formação tem sido gratificante, tanto no âmbito pedagógico, como financeiro. “Profissionalmente, é extremamente necessária esta capacitação no tempo em que as tecnologias sociais estão diretamente ligadas ao trabalho do professor, ampliando as possibilidades de conhecimentos para os nossos estudantes. Trabalhar em sala de aula com a disponibilidade de recursos tecnológicos educacionais é um ganho enorme. Ter um ganho salarial, com certeza, é uma motivação a mais, um reconhecimento do nosso trabalho”.
O coordenador de Articulação de Projetos para a Educação da Secretaria da Educação do Estado, Rogério Quintella, explica que o CATE 3 visa a apropriação e efetiva utilização das tecnologias da informação e da comunicação aplicadas ao contexto escolar e ao processo de ensino e aprendizagem nas diversas áreas do conhecimento.  Ainda dentro do propósito de fortalecer o eixo pedagógico das escolas e melhorar a qualidade da Educação, completa o gestor, a Secretaria da Educação buscou a parceria com o Google INC, que disponibiliza, gratuitamente, a plataforma Google Apps para a Educação, por meio do projeto e-Nova Educação.
“Os professores cursistas do CATE 3, por exemplo, terão espaço ilimitado e gratuito de armazenamento no e-Nova Educação, que é um projeto desenvolvido pela Secretaria da Educação em parceria com o Google INC, ao qual incluem a formação de professores e o uso de um Ambiente Virtual de Aprendizagem de última geração, visando dinamizar os processos de ensino e aprendizagem e configurar uma rede social de conhecimentos que integra estudantes e professores”, explica Quintella.
Sobre o CAT 3 – Dividida em seis fases, a formação está sendo ofertada na modalidade à distância no ambiente virtual da Universidade Federal da Bahia. Com carga horária de 180 horas, o curso visa atender à demanda de formação continuada dos profissionais da Educação Básica da rede pública de ensino do Estado da Bahia.
Atualmente, os cursistas estão fazendo o primeiro módulo do CATE 3, iniciado em 20 de fevereiro, com finalização neste mês. O segundo módulo será realizado entre setembro e outubro. Dividido por capítulos, o CATE 3 abordou na primeira semana a utilização do Gmail e, na segunda, o uso de formulários. Na terceira semana, o tema foi o Google Sala de Aula e na quarta semana, Google Drive. Nesta quinta semana, os cursistas estão lidando com o Google Apresentações e na sexta e última semana o assunto será planilhas.

PEC para regular prisão em segunda instância ganha força na Câmara

quarta-feira, 28 março, 2018

Jornal do Brasil

Manente conseguiu 190 assinaturas após o juiz federal Sérgio Moro, que conduz a Lava Jato na primeira instância, defender, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, a aprovação da emenda. Na noite de segunda-feira (26), eram 50. As assinaturas terão de ser validadas pela Secretaria-Geral da Mesa. “Isso (o comentário de Moro) deu um impulso nas assinaturas”, disse.

A proposta de emenda à Constituição (PEC) propõe a substituição do artigo da Constituição em que diz que “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória” por “ninguém será considerado culpado até a confirmação de sentença penal condenatória em grau de recurso”. Para Manente, a última possibilidade de reversão de mérito da condenação é a segunda instância, não tribunais superiores.

Em 2016, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por 6 votos a 5, a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, mas o tema pode ser revisto pela Corte.

Argumentos

“Assinei porque acho que a regra é essa. O Supremo rever isso por causa de um caso é ruim. Pouco importa se o Lula vai ser preso ou não”, disse o deputado Júlio Delgado (PSB-MG). “Se precisa mudar a Constituição, é porque a prisão em segunda instância é ilegal”, afirmou o deputado Jorge Solla (PT-BA).

Fonte: Estadão Conteúdo