PDT-BAHIA tem lançamento de candidatura ao Senado nesta segunda

sábado, 31 março, 2018

 

Após a reuniões com os militantes e os  deputados pedetistas, o professor Desiderio lança oficialmente a sua pré-candidatura ao Senado. Na próxima segunda-feira (02/04), às 18h,  na sede do PDT, na Mouraria. Estão convidados os militantes, parlamentares do partido, aliados e simpatizantes.

Pelo Certo

 

Professor Desiderio defende que a sua pré-candidatura ao Senado não é contra  ninguém. “Na verdade, ela representa e defende as principais bandeiras do PDT, colocando o trabalhismo na defesa do avanço na área de educação, da igualdade de direitos para todos e privilégios só para as crianças”, destacou.

Terceira Fase

O lançamento da oficial da pré campanha conclui os trabalhos de consulta interna. Iniciando, segundo Desiderio, a terceira fase da luta pelo mandato: “nesta fase vamos conversar com todos, sem barreiras nem submissão ao maniqueísmo  que só favorece o atraso político e beneficia um pequeno grupo.Vamos viajar pelo interior, ouvir e levar as nossas propostas para candidatos, prefeitos, vice prefeitos e lideranças políticas. Basta que também queiram debater conosco. Graças a Deus a muita gente interessada em mudar a política”. Concluiu o professor.

Coordenação de campanha


Em Paris, Ciro Gomes critica política externa brasileira

sábado, 31 março, 2018


Por Silmara Cossolino
 

Durante palestra na universidade Sorbonne, em Paris, nessa quarta-feira (28), o presidenciável Ciro Gomes fez um diagnóstico da situação política e econômica do Brasil e voltou a falar da necessidade de um projeto nacional de desenvolvimento para o País. Segundo ele, o grande desafio da humanidade contemporânea está no consumo, o que coloca essa cultura no centro de um projeto nacional.

“O Brasil tem que sair de uma alternativa em que os conservadores consideram que nossa política externa tem que ser vender”, disse. “O Brasil tem oscilado um pouco nisso e, com o Lula, as coisas se qualificaram de modo interessante, mas já deu para trás quase tudo isso”, ponderou.

“Por exemplo, o Brasil, que já teve bilateralmente um superávit de US$ 5 bilhões com a Venezuela, abriu mão de seu papel orgânico natural de mediador do conflito da Venezuela, para se alinhar de forma vil e pusilânime aos Estados Unidos nessa questão”, rechaçou.

Após a palestra em Sorbonne, Ciro esteve no Senado da França, onde se reuniu com o grupo de senadores franceses – Laurence Cohen, Georges Patient e Phillippe Dominati, o qual chamou carinhosamente de “amigos do Brasil”.

Na pauta do encontro, conversaram sobre as relações entre Brasil e França e sobre o grave momento brasileiro. “O mundo está querendo compreender o que está acontecendo em nosso país. Vamos lutar e devolver a democracia e a paz ao Brasil!”, declarou Ciro Gomes.

Em suas redes sociais, Georges Patient escreveu sobre o encontro entre o grupo de amigos França/Brasil e Ciro Gomes: “Falamos sobre o garimpo ilegal, a reciprocidade dos vistos, o racismo contra os negros, com o assassinato de Marielle Franco”.

O pedetista também foi recebido, no mesmo dia, pelas deputadas Françoise Dumas e Anne Blanc na Assembleia Nacional da França. “Conversamos sobre as realidades dos dois países e como podemos, juntos, superar nossos problemas”, disse.

Ainda em território francês, Ciro Gomes gravou, na manhã desta quinta-fera (29), uma entrevista para a Radio France Internacional.

Ciro falou sobre o grave momento que vive o Brasil, além das eleições deste ano e o que tem que ser feito para superar as crises política e econômica.

http://www.pdt.org.br