Riachão: Jornalista lança ‘Almanaque do Sertão’ nesta sexta-feira, 25

quarta-feira, 23 janeiro, 2019

O jornalista Evandro Matos lança na próxima sexta-feira, dia 25 de janeiro, o Almanaque do Sertão. O evento acontece a partir das 19h, na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Riachão do Jacuípe, bairro Caixa D’água, neste município. A dupla de violeiros Nadinho e Maracujá estará presente e fará uma apresentação antes do lançamento.

De acordo com o jornalista, o almanaque tem foco exclusivo na Região Nordeste do País e surgiu a partir da necessidade que os nordestinos têm de obter informações sobre temas específicos e de grande interesse para a região. “É uma espécie de guia para a Região Nordeste, com muitas informações sobre chuva, seca, efeitos do fenômeno El Niño, previsões do tempo, fenômenos naturais e muita sabedoria popular como sinais de chuva, plantas medicinais, etc.”, esclarece.

Com mais de cem páginas, o Almanaque do Sertão traz uma perspectiva sobre o ano de 2019, depoimentos de cientistas e estudiosos sobre os efeitos das questões climáticas na região, o problema da desertificação no Nordeste, um histórico sobre as secas mais devastadoras dos últimos 140 anos, além do drama dos retirantes nordestinos e suas formas de comunicação.

Mas o Almanaque também traz páginas alegres, como a matéria com embasamento científico de que o Nordeste poderá ficar dez anos sem sofrer estiagem a partir de 2020; apresenta um projeto na região do Mucambo, em Riachão do Jacuípe, que ensina a conviver com a seca; traz participações de profetas da chuva como Aurino da Goiabeira e Neca do Taxi, além de causos de figuras como Tiago Preto e informações sobre a literatura de cordel e poetas populares.

Na segunda-feira, dia 28 de janeiro , o Almanaque do Sertão será lançado nas cidades de Ichu e Pé de Serra. Em Ichu, o lançamento será na sede do Sindicato Rural, a partir das 9h; em Pé de Serra o evento acontece à tarde, a partir das 14h, na sede da Secretaria da Agricultura em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurias deste municipio.

O autor

Autor do Almanaque, o jornalista Evandro Matos tem origem no campo e teve a figura de seu pai como a grande inspiração para esse desafio. “Meu pai foi um homem que, se não foi um ‘Profeta da chuva’, foi algo parecido. Seus conhecimentos sobre os sinais emitidos pela natureza lhe permitiam fazer a ‘leitura’ do céu e ter um domínio sobre as coisas da terra. Então, a convivência com ele me permitiu adquirir conhecimentos que agora estou botando em prática”, revela.

Para Matos, a saída de circulação de outros almanaques também ajudou a botar a ideia em prática. “Hoje não circulam mais almanaques que eram distribuídos nas farmácias, por marcas como o Biotônico Fontoura, e isso ficou um vazio sobre informações importantes que eles traziam. Meu pai sempre lia esses almanaques e cheguei a ter acesso a alguns, mas o mais famoso, parece que era chamado Almanaque de Pernambuco, nunca consegui”, lamenta.

Evandro Matos é jornalista e radialista, atualmente é Coordenador de Comunicação do Instituto Anísio Teixeira, órgão ligado à Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

http://www.interiordabahia.com.br