‘A gente não passa a mão na cabeça’ diz comandante-geral da PM sobre caso de advogada

Anselmo Brandão se reuniu com o presidente da OAB, na terça-feira (5); Thalita Duran acusa dois policiais de agressão
Redação
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

 

O comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão, disse que “não ia passar a mão na cabeça” dos policiais que estão sendo acusados de agredir a advogada Thalita Duran. Ele se reuniu com o presidente da OAB-Bahia, Fabrício Castro, na última terça-feira (6).

“A gente não passa a mão pela cabeça. O fato aconteceu. As partes serão ouvidas”, disse.

No encontro, o coronel afirmou ainda, ainda, que, diante da queixa já prestada pela OAB junto às Corregedorias, será aberto um processo disciplinar contra o policial.

Brandão também afirmou que entrará em contato com a Corregedoria da PM, para checar o andamento do caso e agendar uma nova reunião com a OAB-BA.

Relembre o caso

Thalita diz ter sido agredida quando acompanhava um cliente em uma ocorrência na 23ª Delegacia, no último sábado (2), em Lauro de Freitas.

As agressões começaram quando Thalita pediu para ler a ocorrência do cliente, por volta das 23h30. Segundo ela, o delegado, não identificado pela reportagem do bahia.ba, queria “induzir” os clientes durante o interrogatório para que um entregasse o outro, “conduzindo o processo de forma arbitrária”, o que iniciou a discussão. “Ele não queria me deixar ler a ocorrência. Quando eu pedi, ele gritou: “Cala a boca, desgraça”, contou a advogada.

Na confusão, que foi presenciada pelos clientes, Thalita começou a filmar o comportamento do delegado. Ao ver a gravação, um policial militar, que estava na delegacia, também se envolveu na briga.

Bahia. Ba

CIRO GOMES NA BIENAL DA UNE

Candidato a presidente pelo PDT, nas eleições de 2018. realiza palestra amanhã na BIENAL da UNE

Tema 7: Os desafios da conjuntura para o desenvolvimento nacional.
Convidados: Ciro Gomes (ex-governador do Ceará), Sônia Guajajara (líder indígena), Luciana Santos (vice-governadora de Pernambuco), João Paulo (coordenador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), Nilson Araújo (mestre em economia rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS), Ivan Alex ( Secretaria Nacional de Desenvolvimento Social do PT).
Ementa: A crise política e econômica que atinge o Brasil nos últimos anos, catalisada pelo golpe parlamentar de 2016, o enfraquecimento da democracia e a radicalização do ataque aos movimentos populares impedem o debate público sobre a necessidade de um projeto nacional de desenvolvimento, capaz de promover a justiça social e a redução das desigualdades. Esta mesa de debate da Bienal da UNE terá a presença de personalidades com diferentes olhares sobre o desenvolvimento nacional e que apresentarão suas propostas e ideias, diante dessa luta, na conjuntura atual. O encontro reunirá temas como a sustentabilidade social e ambiental, a política econômica brasileira, os desafios da retomada da produção e da distribuição de riquezas a partir de um projeto de crescimento que inclua o povo brasileiro.

Local: Palco Refazenda da tenda da Praça das Artes da Universidade Federal da Bahia-UFBA – Campus Ondina.

Prof. Desiderio com informações de Aldo Queiroaz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.