ABRIL: RETROSPECTIVA POLÍTICA

 

 

Alexandre Brust*

 

 

Resultado de imagem para Golpe de 1964

foto: Google

01 de abril de 1964

 

O golpe militar estava programado para o dia 1º de abril de 1964, todavia, como 1º de abril é considerado o dia nacional da mentira, a sua eclosão foi antecipada para 31 de março.

O golpe a rigor não deixou de ser uma grande mentira, pois sob o pretexto de salvar a democracia, militares entreguistas com o apoio de civis e grupos econômicos nacionais e internacionais, com a ingerência direta dos EEUU, promoveram esse retrocesso e instalaram no Brasil a mais longa, cruel e perversa ditadura militar que durou vinte e um anos.

Na verdade toda mobilização teve o objetivo de salvaguardar interesses econômicos, tanto que as primeiras medidas do governo da ditadura, foi revogar os decretos da nacionalização das refinarias de petróleo, da desapropriação de terras e a Lei da Remessa de Lucros.

Infelizmente esse período nebuloso integra nossa história e ainda tem capitão afirmando, que não houve ditadura no Brasil.

 

 

04 de abril de 1968

 

Assassinato de Martin Luther king, defensor dos direitos civis dos negros norte-americanos. Em seus discursos ele falava dos seus sonhos: “Sonho com o dia em que, sobre as colinas da Geórgia, os filhos dos escravos e os dos escravagistas de ontem sentar-se-ão juntos à mesa da fraternidade. Sonho com o dia em que meus quatro filhinhos viverão numa nação em que não serão mais julgados pela cor da pele, mas pelos seus méritos.”

 

19 de abril de 1882

 

Nascimento de Getúlio Vargas em São Borja, no Rio Grande do Sul. Deputado Estadual no RS por dois mandatos. Deputado Federal e Senador. Governador do RS. Ministro da Fazenda. Presidente do Brasil por quase 20 anos. “A missão social e politica do meu governo não foi ideada pelo arbítrio de um homem, nem por interesses de um grupo; foi-me imposta, a mim e aos que comigo colaboram, pelos interesses da vida nacional e pelos próprios anseios da consciência coletiva.” Getúlio Vargas.

 

 

 

21 de abril de 1792

 

Execução do Líder da Inconfidência Mineira Joaquim José da Silva Xavier “Tiradentes”. Patrono Cívico do Brasil, em homenagem a sua luta pela independência, em 1965, através da Lei 4.897, foi instituído o dia 21 de abril como feriado nacional e Tiradentes oficialmente Patrono da Nação Brasileira.

Entre os mineiros subversivos, que lutavam por uma pátria livre e soberana, Tiradentes se destacava por ser um homem do povo. Conhecedor dos seus anseios foi o principal conspirador, razão da forma da sua execução.

 

 

22 de abril de 1500

 

“Para os que chegavam, o mundo em que entravam era a arena dos seus ganhos, em ouro e glórias. Para os índios que ali estavam nus na praia, o mundo era um luxo de se viver. Este foi o encontro o encontro fatal que ali se dera. Ao longo das praias brasileiras de 1500, se defrontaram, pasmos de se verem uns aos outros tal qual eram, a selvageria e a civilização. Suas concepções, não só diferentes, mas opostas do mundo, da vida da morte, do amor, se chocaram cruamente. Os navegantes barbudos, fedentos, escalavrados de feridas do escorbuto, olhavam o que parecia ser a inocência e a beleza encarnadas. Os índios, esplêndidos de vigor e de beleza, viam ainda mais pasmos, aqueles seres que saiam do mar. ”

Darcy Ribeiro

 

 

25 de abril de 1984

 

Vinte anos depois do golpe de 1964, foi rejeitado pelo Congresso Nacional, a emenda do deputado Dante de Oliveira, que propunha eleições diretas para Presidente da República: “DIRETAS JÁ”. Durante dois anos (1983/1984), foram realizados comícios em todos estados, com a participação das principais Lideranças políticas da oposição à ditadura como: Ulisses Guimarães, Fernando Henrique Cardoso, Lula, Brizola, Tancredo Neves, Mario Covas, Miguel Arraes entre outros, reunindo milhares de brasileiros. Apesar da rejeição da emenda “DIRETAS JÁ”, esse movimento, foi unindo todas Lideranças de oposição à ditadura, foi o mote para a redemocratização do Brasil e a volta do poder civil em 1985, com a eleição indireta de Tancredo Neves e José Sarney.

 

 

 

 

Hari Alexandre Brust

Membro da Executiva Estadual do PDT e Presidente da Executiva Municipal de Salvador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.