INTERIOR DA BAHIA: destaques na mídia

segunda-feira, 19 agosto, 2019

Estudantes movimentam segundo dia da Feira Literária de Mucugê

A movimentação do público, principalmente estudantil, foi intensa na sexta-feira (16)

A forte presença de estudantes da região foi uma marca na edição passada da Fligê e se repete neste ano, como destacou o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues. “Durante esses dias, escolas da rede, tanto de Mucugê quanto da região, se deslocam para o evento, a fim de garantir uma experiência inovadora na vida de aprendizagem de cada um dos estudantes”.

Nesta sexta, já ocorreram workshops e oficinas, a exemplo da ‘Toim, cadê você – o que o corpo diz de nós?, conduzida pela superintendente de Políticas para Educação Básica, Manuelita Falcão, e de quadrinhos, com ensinamentos da equipe do Centro Juvenil de Ciência e Cultura.

A forte presença de estudantes da região foi uma marca da Fligê e se repete neste ano

Também fazem parte da programação desta sexta (16) o Papo de Cinema, com apresentação de vídeo estudantil sobre o escritor e poeta Castro Alves, e o Sarau Literomusical, com apresentação de músicas e poesias dos projetos Festival Anual da Canção Estudantil (Face) e Tempos de Artes Literárias (TAL).

Afrofuturismo

A Mesa de Conversa I, que lotou o Centro Cultural de Mucugê, tratou do ‘Afrofuturismo: o devir negro e a literatura’ e foi conduzida pelo diretor da Fundação Pedro Calmon (FPC), Zulu Araujo. “O afrofuturismo nada mais é do que a presença negra no mundo da tecnologia, da ficção e da ação, sendo protagonistas, evidentemente. O filme ‘Panteras Negras’ expressa claramente a possibilidade de os negros não serem apenas tradição, de serem contemporaneidade”, explicou.

Exposições

As mostras se espalham pelos espaços e atraem visitantes de todas as idades. Uma delas foi montada na Casa Converso, em frente à Praça do Coreto. Intitulada ‘Navio Negreiro’, a exposição, que já passou por centros culturais de inúmeras regiões da Bahia, reúne 20 xilografias de Hansen Bahia, artista plástico alemão que se radicou em São Félix.

O coordenador executivo da Fundação Hansen Bahia, Elias Gomes, contou que as ilustrações foram feitas por volta de 1957. “Essas peças são, na verdade, um diálogo de Hansen com Castro Alves, no qual se inspirou. Com o tema desse ano, a presença dessa mostra na Fligê se faz extremamente oportuna”, avaliou.

Fligê

Até domingo (18), a feira oferece 50 atrações, divididas em oficinas, encontros literários, debates e rodas de conversa, além de espetáculos e exposições, espalhados em diferentes espaços da cidade. Entre os convidados do evento estão Mailson Furtado, vencedor do Prêmio Jabuti 2018; Jarid Arraes, uma das mais jovens escritoras da literatura brasileira contemporânea; Aleilton Fonseca, poeta, romancista e ensaísta; e Noemi Jaffe, autora, professora e crítica literária.

A Fligê é resultado de parceria entre Instituto Incluso, Coletivo Lavra e Governo do Estado, com patrocínio do Governo Federal. Informações adicionais, além da programação completa, podem ser obtidas no site do evento (flige.com.br).

Fotos: Paula Fróes/GOVBA

 

http://www.interiordabahia.com.br

Vitória vence o CRB no Rei Pelé e deixa a zona de rebaixamento

Na tarde deste domingo (18), o Vitória enfrentou a equipe do CRB no Rei Pelé, em Alagoas. Com gol de pênalti marcado por Felipe Gedoz, o Leão venceu os donos da casa pelo placar de 1 a 0 e deixou a zona de rebaixamento da segunda divisão.

O Vitória venceu o CRB no Rei Pelé, em Alagoas, com gol de pênalti de Felipe Gedoz

Com o resultado, o Leão chegou aos 17 pontos e subiu para a 16ª colocação, com uma vitória a mais que o América-MG, que possui o mesmo número de pontos.

Na próxima rodada, o Vitória tem a oportunidade de se distanciar ainda mais do Z-4, já que recebe o América-MG, às 19h15, no Barradão.

PRIMEIRO TEMPO

A partida começou com muita marcação no meio de campo. Aos sete minutos, os donos da casa tentaram chegar com perigo. Após cruzamento de Daniel Borges, o atacante Alisson Farias finalizou fraquinha nas mãos do goleiro Martín.

Aos 10, mais uma chegada do CRB. Em cruzamento, a bola passou pela grande área do Leão e saiu na linha de fundo. No minuto seguinte, o Vitória respondeu. Após jogada ofensiva, Wesley teve a opção de achar Jordy no ataque, mas finalizou e a bola bateu no defensor alagoano.

No minuto 16, Martín apareceu para fazer mais uma defesa. Em cobrança de falta na entrada da área, o goleiro rubro-negro mandou para escanteio. Aos 30 minutos, o CRB tentou assustar novamente, mas após a finalização de Alisson Farias, a bola bateu em Felipe Gedoz e ficou em domínio rubro-negro.

Aos 31 minutos, Hugo recebeu com liberdade na entrada da área do Vitória e finalizou para longe da meta defendida por Martín. No minuto 38, o Vitória conseguiu chegar. Após bom passe de Anselmo Ramon, Capa cruzou e a zaga do CRB mandou para escanteio.

Aos 41 minutos, o Vitória teve a oportunidade de sair na frente. Jordy Caicedo recebeu em velocidade e foi atropelado pelo goleiro do CRB. Pênalti para o Vitória! Na cobrança, Felipe Gedoz descolocou o arqueiro e abriu o placar. CRB 0x1 Vitória.

O Vitória começou a gostar do jogo. Em boa jogada de Caicedo, o goleiro alagoado fez uma grande defesa, no rebote, Gedoz cruzou e Anselmo Ramon errou a finalização. A primeira etapa terminou com vantagem rubro-negra.

SEGUNDO TEMPO

O Vitória voltou para a segunda etapa buscando ampliar o resultado. Após boa jogada ofensiva, Jordy bateu de primeira e a bola passou sem perigo. A resposta do CRB veio aos 10 minutos. Após boa finalização de Élton, Martín fez uma defesa tranquila.

A equipe alagoana seguiu assustando. Após bom passe na entrada da área, Willie bateu cruzado e a bola passou por toda pequena área rubro-negra.  Aos 20 minutos, em cobrança de falta, o volante Baraka desviou por cima da meta defendida pelo goleiro Vinicius.

No minuto 23, o meia Élton tentou de fora da área e a bola ficou nas mãos do goleiro Martín. A equipe do CRB foi pra cima o Vitória. Aos 27 minutos, em cobrança de falta do meia Willie, a bola foi por cima do gol.

Aos 30, o Vitória quase matou o jogo. Em jogada de muita velocidade puxada pelo atacante Jordy Caicedo, o goleiro Vinícius fez outra grande defesa. No lance seguinte, Lucas Cândido tentou de fora e a bola passou com perigo.

Aos 41, o Vitória assustou mais uma vez. Em boa jogada de Wesley pela esquerda e finalização de fora, o goleiro Vinícius caiu para defender.

Fim de papo. Vitória vence e deixa a zona de rebaixamento da Série B. (Fonte: Futebol Bahiano).

http://www.intwriordabahia.com.br

Série D: Brusque é campeão nos pênaltis com recorde de público

O Brusque conquistou o título nos pênaltis, após empate no tempo normal: 2×2

No total 44.896 torcedores viram a emocionante decisão, superando em 477 pessoas o recorde anterior que era de Vasco x Flamengo em 2016 com 44.419 presentes. A renda foi de R$ 1.192.010,00.

TODOS NA SÉRIE C

Além do campeão, o vice-campeão Manaus, fundado em 2013, também garantiu o acesso para a Série C em 2020. O mesmo vale para os dois semifinalistas, eliminados na fase anterior: o Ituano-SP e o Jacuípense-BA.

Sob um calor de 35 graus, o jogo também começou quente dentro de campo. Logo aos dois minutos, o Brusque surpreendeu ao abrir o placar. Thiago Alagoano cobrou falta em direção à pequena área, a defesa não aliviou e a bola sobrou para Junior Pirambu completar para as redes. Seu décimo gol, artilheiro máximo da competição.

SUSTO NA GALERA

A torcida que superlotou a arena se assustou, mas logo se recuperou do golpe. Aos sete minutos saiu o empate. Após levantamento de Panda para a área, Derlan escorou de cabeça e Sávio também escorou para as redes. No primeiro tempo, o Manaus tentou atacar mais, porém, abriu espaços para os perigosos contra-ataques catarinenses.

O Brusque fez a festa de campeão já com a Arena Amazônia já vazia

No segundo tempo, o Manaus conseguiu a virada. Após escanteio cobrado por Evair, a defesa não subiu e Mateus Oliveira se antecipou para testar firme para as redes aos 13 minutos. O jogo parecia sob controle, mas a partir dos 25 minutos o Brusque se atirou ao ataque.

OUTRO EMPATE

Acabou premiado com o empate aos 36 minutos com Thiago Alagoano. Após cruzamento na área, ele apareceu sozinho para desviar para as redes, deixando tudo igual. Os últimos minutos foram de muita tensão. Mas a definição acabou indo mesmo para os pênaltis.

UM ISOLOU NO PENALTI

Os cinco batedores de cada time foram perfeitos, sem dar chances para os goleiros. Mas na sexta cobrança, Márcio Passos, do Manaus, acabou isolando a bola. O experiente goleiro Zé Carlos, capitão do time catarinense, foi para a sexta cobrança e marcou, confirmando a vitória por 6 a 5.

Bateram para o Manaus: Derlan, Charles, Martony, Spice e Mateus Oliveira. Do lado do Brusque, converteram as cinco penalidades: Thiago Alagoano, Airton, Tiago Henrique, Gama e Vinícius. (Fonte: Agencia Futebol Interior).

http://www.intwriordabahia.com.br