Amazônia precisa do ‘fogo do amor’ , defende Papa Francisco

domingo, 6 outubro, 2019

Na abertura do Sínodo dos Bispos sobre a Amazônia neste domingo (6), o Papa Francisco disse que o fogo que devastou recentemente a Amazônia foi terem ateado por interesses que destroem.

“Deus nos preserve da ganância dos novos colonialismos”, declarou o Papa. Ele completou ainda: “O fogo ateado por interesses que destroem, como o que devastou recentemente a Amazônia, não é do Evangelho. O fogo de Deus é calor que atrai e congrega em unidade. Alimenta-se com a partilha, não com os lucros.”

O pontífice usou a  metáfora do fogo em todo o seu sermão, ele defendeu que a região amazônica precisa do “fogo do amor de Deus”, que não é devorador, mas “aquece e dá vida”.

Segundo Francisco, “o fogo devorador alastra quando se quer fazer triunfar apenas as próprias ideias, formar o próprio grupo, queimar as diferenças para homogeneizar tudo e todos”.